terça-feira, 12 de março de 2013

Calcule como poderá chegar à reforma com 1 milhão de euros



Atingir a meta de 1 milhão de euros é algo que parece, à partida, quase impossível para quem não tem capital, ou tem muito pouco. Mas o tempo e o retorno do seu investimento podem jogar a seu favor.

Se começar a poupar desde cedo e investir o dinheiro pertencer ao clube dos milionários pode não ser assim tão inatingível. O importante é que o faça sempre tendo em conta o seu perfil de risco, de modo a adaptar o seu investimento aos produtos de investimento que melhor se enquadram nos seus objectivos e tolerância ao risco.

O blog "As Dicas da Bá" disponibiliza uma calculadora que lhe permite saber quanto tem de poupar por mês para atingir 1 milhão de euros na idade da reforma ou mesmo mais cedo (aqui falo da idade da reforma porque quanto mais tempo tiver menor será o esforço mensal).

A calculadora permite saber quanto tem de poupar por mês para um objectivo qualquer - carro, casa, férias, etc - seja qual for o montante ou o número de anos. É claro que se não investir o dinheiro o esforço é maior.

Para quem queira investir, mesmo em produtos de capital garantido, a dica é procurar investimentos que garantam um ganho acima da inflação. Por exemplo, se a inflação for de 2,5% deve procurar produtos que rendam acima dessa taxa.

Simule quanto tem de poupar por mês para atingir o seu objectivo. Aceda aqui à calculadora.

Acompanhe "As Dicas da Bá" também no Facebook. Clique aqui e faça like da página. 

4 comentários:

  1. Gosto muito do blog, é muito esclarecedor.
    Mas então em quê que podemos investir?
    Só ouvi falar em por numa conta poupança o dinheiro... Mas sinceramente não me parece muito vantajoso. Tenho dinheiro no depósito "plano programado" do Santander com TANB 3,250%. Foi ua boa opção ou há bancos com planos mais vantajosos? É que no calculador está inserido "taxa de rentabilidade anual 7%"... Este mundo da economia é uma complicação...
    Obrigada pelas dicas que vais partilhando!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Rafaela,
    Os produtos onde pode investir depende sempre do seu perfil, ou seja, a sua tolerância ao risco. Se por um lado, por exemplo, investir num fundo pode fazer sentido para umas pessoas, para outras são produtos de capital garantido, como por exemplo, os depósitos.
    É que o risco de investir num ou outro produto é completamente diferente.
    Na calculadora estava 7% mas podia estar 1% ou 2%. É o utilizador que deve colocar a taxa.
    Espero ter ajudado. :)
    Bjs


    ResponderEliminar
  3. então mas como conseguir uma taxa máxima? já agora pode pf esclarecer a diferença entre um fundo e um depósito?
    Obrigada

    ResponderEliminar
  4. As taxas variam de instituição para instituição. Um fundo de investimento é um instrumento de poupança colectiva que resulta da aplicação de vários investidores (participantes) que detém uma parcela (unidades de participação) dessa aplicação.
    Já um depósito é uma operação bancária através do qual os bancos captam dinheiro. Na prática é como se tivesse a emprestar dinheiro ao banco, uma determinada quantia por um tempo determinado e pelo qual o banco a remunera (taxa de juro).
    Em todo o caso, o conselho que lhe posso dar é: não invista em nada que não conheça ou não perceba para não ter surpresas :)

    ResponderEliminar